2020... e agora?

Atualizado: Jan 24

No ano passado, nós da Membran-i tivemos a certeza de que solucionamos as principais dores do mercado e estamos prontos para encarar os desafios de 2020.


Por Marcio Pereira


A Membran-i, como toda startup, tem seu ciclo de maturação e escalabilidade. E a trajetória percorrida ao longo de 2019 nos mostrou que, sem dúvida, estamos no caminho certo para termos ainda mais sucesso em 2020. Até maio de 2019, focamos no desenvolvimento da nossa plataforma MAI e, de lá para cá, estamos abrindo o mercado de forma multissetorial. Em sete meses de operação, já despertamos o interesse de mais de 300 grandes empresas que, juntas, representam cerca de 10% do PIB brasileiro!


Hoje temos certeza absoluta de que a MAI tem o potencial necessário para provocar uma verdadeira mudança de paradigma nas áreas de compras e vendas das organizações. Nascemos do sonho do nosso fundador Florent Desidério - Engenheiro de Produção, que, ao atuar como Gerente de TI em uma cooperativa de construção civil, percebeu que existia um oceano azul de oportunidades nesta área. O mercado necessitava de soluções mais práticas e assertivas capazes de gerar ganhos de escala e produtividade nas negociações. E é justamente isso que a MAI proporciona às áreas de compras e vendas das empresas para inseri-las na realidade 4.0.


Em 2019, sentimos na pele o que o especialista em liderança Simon Sinek diz em seu TED Talk: “As pessoas não compram o que uma empresa faz, elas compram o porquê uma empresa faz tal coisa”. Ele aponta inclusive que a adesão às inovações se inicia por meio dos chamados “early adopters”, cerca de 2,5% das pessoas que se interessam logo de cara por soluções pioneiras.


É por isso que temos muita clareza em nosso propósito de resolver as três dores mais evidentes do mercado: reduzir gastos com as compras improdutivas, ter a certeza de fechar a melhor negociação e aprimorar o compliance nos processos de compras. Nos diversos eventos e pitches challenge (competições de startups) que participamos no ano passado - entre eles, VarejoTech, Latam Retail Show, Copel+ e Comet Competition, fomos protagonistas, o que demonstra quanto a MAI é aderente, viável e no timing do mercado.


A realização das PoCs (proof of concept) e a implantação nos primeiros clientes também nos ajudou a aprimorar ainda mais a tecnologia e as funcionalidades da nossa plataforma. Assim, com base na inteligência artificial proprietária AIN², a MAI hoje unifica e simplifica as diversas metodologias de compras, consolidando o melhor de cada uma delas em um único lugar, contribuindo assim para uma verdadeira mudança de mindset nas áreas de compras e vendas.

Aumentamos assim a escalabilidade da Membran-i e, para isso, estamos reestruturando a empresa. Até dezembro 2019, Winston Cintra Pegler esteve à frente da estratégia da startup. Agora, assume uma posição no board com a missão de manter e desenvolver o relacionamento com o C-Level das empresas. Quem reassume o cargo de CEO é Florent Desidério que, após estruturar toda a tecnologia AIN², será o facilitador entre as diversas áreas de empresa e o mercado.


Com isso, aprimoramos ainda mais nossa estratégia de manter uma gestão horizontal e multidisciplinar, o que permite ter um ciclo mais eficiente e estratégico para nosso modelo de negócio, com foco maior na escalabilidade da Membran-i. A negociação em rede assistida por inteligência artificial atua como agente de transformação digital nas empresas e essa é a trilha que queremos continuar percorrendo em 2020. Contamos com sua empresa nessa jornada!


MAI, unificando e simplificando as negociações B2B


#ai #inteligenciaartificial #negociacao #tecnologia #empreendedorismo #supplychain #globalsourcing #saas #procurement #industria40 #negociacaoestrategica #plataformadigital #multicanal #bpocompras #marketplace

31 visualizações