Ainda pensando na crise?

Por Florent Desidério


Há dois meses era impossível imaginar o que o mundo se tornaria com a crise da Covid-19. As mudanças que ocorrerão em vários setores pós-pandemia serão turbulentas e significativas.


Empresas reestruturadas, novos modelos organizacionais, hábitos de consumo modificados, novo cenário da economia global e inovações tecnológicas que facilitarão a retomada do mercado são algumas das tendências e mudanças que vão permear o mundo quando a crise passar.


O impacto da inovação e da tecnologia após a pandemia será significativo. As organizações contam com novas tecnologias que já estão sendo adotadas para garantir a continuidade dos processos de forma mais eficiente e produtiva.


A área de compras ganha destaque quando o assunto é transformação digital. Pensando em levar melhorias ao processo como um todo, as plataformas digitais auxiliam nesse momento em que as principais necessidades são atender as demandas e gerenciar de forma mais inteligente os fornecedores, para que não ocorra a quebra de cadeias complexas de abastecimento.


O papel da Supply Chain no processo de retomada da economia


Nunca foi tão importante criar uma cadeia de suprimentos resiliente e disruptiva, otimizar custos e avaliar as prioridades estratégicas do setor de compras para que ele se torne uma área de geração de valor dentro das empresas. Um sistema de compras eficaz e digital leva em consideração fatores como inovação, custo, qualidade e entrega e, com a adoção de inovações tecnológicas, atende aos objetivos gerais da cadeia de maneira mais ágil e colaborativa, favorecendo também os parceiros de negócios.


A Supply Chain se torna determinante no processo de retomada da economia, uma vez que esse sistema é responsável pelo abastecimento, transporte, armazenamento, transformação e distribuição dos produtos ao cliente final.


Um manual publicado pela Gartner, uma empresa líder em pesquisa e consultoria, destaca a importância da otimização de custos na cadeia de suprimentos e o papel crucial dos gestores da área de compras, além de apresentar ideias para reduzir gastos através de táticas, mudanças e melhorias de curto e longo prazo.


A adoção de novas tecnologias aumenta a eficiência da área de compras nesse momento de reestruturação do mercado. A inteligência artificial, por exemplo, pode ser usada como agente negociador e decisor no processo de compras. A MAI, uma plataforma SaaS (software as a service) de negociação em rede b2b, é capaz de estruturar demandas e ofertas de mercado em busca do melhor match, tudo isso de forma ágil, fácil e intuitiva.


Quer saber como? Solicite uma demonstração agora mesmo!


MAI unificando e simplificando as negociações b2b_


#Membran-i #PlataformaMAI #SaaS #InteligenciaArtificial #Outsourcing #SupplyChain #EconomiaCompartilhada #DigitalTransformation #Covid_19 #Pandemia


0 visualização